Como funciona o sistema de educação na Espanha



O sistema de educação da Espanha possui algumas diferenças significativas em relação ao do Brasil. Tanto no Ensino Fundamental e Médio quanto na Universidade. A principal é diferença é o número de anos e a carga horária que compõem cada etapa.

No Ensino Médio e Fundamental essa diferença não se nota muito, já que nos dois países o total são 12 anos de estudo.

Foto: Universidad de Navarra
Na Universidade a situação é diferente, pois o número de anos das carreiras universitárias na Espanha é inferior aos Brasil. Porém, a carga horária é igual ou superior. O que encontramos na Espanha são cursos com muito mais horas-aula diárias do que no Brasil. Um aluno de graduação pode ter facilmente até 6 horas de aula por dia.



O sistema de educação da Espanha se divide em Educação Pré-Universitária, Cursos Técnicos e Educação Universitária.

EDUCAÇÃO PRÉ-UNIVERSITÁRIA (até os 18 anos)
  • Infantil
  • Primária
  • Secundária
  • Bachillerato

EDUCAÇÃO UNIVERSITÁRIA (a partir dos 18 anos)
  • Graduação
  • Pós-graduação
  • Mestrado
  • Doutorado

CURSOS TÉCNICOS (a partir dos 16 anos)
  • Grau Médio
  • Grau Superior


EDUCAÇÃO PRÉ-UNIVERSITÁRIA

 

EDUCAÇÃO INFANTIL (até os 6 anos)


Foto: Cristina Cifuentes
A Educação Infantil se divide em dois ciclos, o Primeiro Ciclo para as crianças de 0 a 3 anos, e o Segundo Ciclo para as crianças de 3 a 6 anos. Somente o Segundo Ciclo é gratuito por lei, ainda que alguns lugares da Espanha também ofereçam o Primeiro de maneira gratuita.

É importante levar em consideração que a Educação Infantil não é obrigatória, mais é muito recomendável, principalmente para ajudar na socialização da criança e no aprendizado do idioma falado caso os pais falem outro idioma em casa.

Desde a educação infantil, o normal é que as crianças passem o dia na escola, e uma questão importante é o almoço. O horário padrão é das 9h às 17h. Na Universidade, veremos que essa carga horária diminui um pouco, mas se mantém bem mais intensa que a que temos no Brasil.

Porém, essas 8 horas que as crianças passam na Escola não são integralmente em sala de aula. Há um período grande para o lanche da manhã, e depois para o almoço, incluindo um horário para a "siesta" ou para atividades extracurriculares se for o desejo dos pais.

Está procurando escola para seus filhos na Espanha? Confira aqui as perguntas básicas que você deve fazer antes de escolher uma escola.

EDUCAÇÃO PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA (6 aos 16 anos)


Ir à escola na Espanha é obrigatório somente dos 6 os 16 anos (até completar a Educación Secundaria Obligatoria ou ESO), e o governo leva isso muito à sério, então não existem problemas para se matricular na Educación Primaria ou na Secundaria. Chegando na Espanha em qualquer momento do ano, a escola tem a obrigação de matricular a criança.

Aqui ganham importância os Centros Públicos (onde o ensino é gratuito), os Centro Privados (onde o ensino é pago) e os "Centros Concertados" (que são privados, mas recebem uma ajuda financeira do governo e oferecem valores mais acessíveis, muitos deles são da Igreja). Na maioria dos casos, os Centros Privados oferecem uma melhor qualidade de ensino, seguidos pelos "Centros Concertados" e por último os Centros Públicos. Evidentemente existem exceções.

A EDUCAÇÃO PRIMÁRIA vai dos 6 aos 12 anos, e se divide em 3 Ciclos de 2 anos cada um.

PRIMER CICLO
1º Primaria (6-7 años)
2º Primaria (7-8 años)

SEGUNDO CICLO
3º Primaria (8-9 años)
4º Primaria (9 -10 años)

TERCER CICLO
5º Primaria (10- 11 años)
6º Primaria (11-12 años)

Está procurando escola para seus filhos na Espanha? Confira aqui as perguntas básicas que você deve fazer antes de escolher uma escola.

A EDUCAÇÃO SECUNDÁRIA vai dos 12 aos 16 anos, e se divide em 2 Ciclos.

PRIMER CICLO
1º ESO (12-13 años)
2º ESO (13-14 años)

SEGUNDO CICLO
3º ESO (14-15 años)
4º ESO (15 -16 años)


Uma vez concluída a Educação Secundária Obrigatória (ESO), o aluno pode ingressar no mercado de trabalho ou seguir os estudos. Caso deseje seguir os estudos, existem duas opções: Cursos Técnicos de Grau Médio que permitiram exercer uma profissão ou ofício; Bachillerato/Ensino Médio que dará acesso à Universidade.


ENSINO MÉDIO OU BACHILLERATO (16 aos 18 anos)


O Bachillerato corresponde aos dois últimos anos do Ensino médio do Brasil, e não é obrigatório, de modo que a matrícula e o ano letivo devem seguir o calendário do hemisfério norte (de setembro à junho). Isso quer dizer que nem sempre é possível se matricular em qualquer momento do ano como acontece na Educação Primária e Secundária.

Foto: Berklee Valencia Campus
O Bachillerato é dirigido a quem pretende seguir a carreira universitária. O programa de ensino tem algumas matérias comuns à todos os alunos, e outras que variam de acordo com a área escolhida (que pode ser Artes, Ciencias y Tecnología, Humanidades y Ciencias Sociales, y Ciencias de la Naturaleza y la Salud).

Esses ramos têm relação com o vestibular (selectividad) cuja matéria das provas varia de acordo com a carreira escolhida. Assim, por exemplo, que pretende fazer engenharia escolherá a área de Ciencias y Tecnología, quem pretende fazer medicina, Ciencias de la Naturaleza y la Salud. Porém, se você pretende fazer Faculdade na Espanha é importante saber que o vestibular está com os dias contados. Pouco a pouco se está implantando um sistema que leva em conta somente a nota média do Bachillerato e uma prova final.

 

EDUCAÇÃO UNIVERSITÁRIA

 

GRADUAÇÃO


Confira aqui as formas de ingresso para estudar uma Graduação na Espanha.

A Graduação padrão na Espanha dura 4 anos, com 240 ECTS. Essa é a duração da maioria das Faculdades mais tradicionais como Administração de Empresas, Direito, História, Economia, etc. Porém, é possível encontrar algumas Graduações como carga horária menor, como 3 anos ou 180 ECTS (Graduação em Bioinformática na Universidade Pompeu Fabra).

Pelo contrário, a Graduação em Medicina dura 6 anos, assim como no Brasil. Porém na Espanha as residências médicas duram entre 4 e 5 anos.

Uma questão muito importante é a carga horária, pois ainda que as graduações da Espanha durem menos anos, ao final a carga horária total é igual ou superior à do Brasil. Acontece que cada crédito europeu (ECTS) equivale a 25-30 horas. Então uma disciplina de 4 créditos na Espanha não corresponde a 40 horas como no Brasil, mas a mais de 100 horas.

Custo dos estudos


O preço para estudar em uma universidade pública na Espanha é mais alto que nas universidades públicas brasileiras, mas mais barato que nas particulares. Nas universidades públicas não existe o sistema de mensalidades, mas sim de pagamento de uma única matrícula anual. O valor dessa matrícula é definido anualmente pelo governo de cada região, e varia de acordo com o curso. Assim, por exemplo, o curso de medicina custa aproximadamente 2.000 € por ano em Madrid e Barcelona, 900 € em Canárias e 800 € em Andaluzia. Um ano de direito em Galícia custa em torno de 800 €, enquanto que em Madrid custará 1500 €.

Já nas universidades particulares existe o sistema de mensalidades onde se pagará mensalmente aproximadamente o que se paga o ano todo nas públicas.

 

PÓS-GRADUAÇÃO, MESTRADO, DOUTORADO E PÓS-DOUTORADO

 
O ingresso numa Pós-graduação, Mestrado, Doutorado ou Pós-doutorado na Espanha começa com uma carta de aceitação da universidade. Nesse caso, cada Universidade ou Centro de Estudos tem seu próprio sistema de admissão que deve ser conferido em cada caso concreto.

Para solicitar o visto de estudos no consulado espanhol é suficiente essa carta de aceitação junto com os demais documentos específicos para o visto.


Estudar na Espanha pode ser uma excelente oportunidade para aprender espanhol, alavancar sua carreira profissional ou como porta de entrada para trabalhar e viver no exterior. Também pode ser que você venha com filhos ou familiares que irão estudar. Também pode lhe interessar saber como solicitar um visto de estudante.

 

CURSOS TÉCNICOS


Cada vez mais jovens optam por realizar Cursos Técnicos no lugar de ir à Universidade. As vantagens são a maior empregabilidade de quem tem essa formação, os custos mais baixos e o tempo menor em relação aos Cursos Superiores.


FORMACIÓN PROFESIONAL DE GRADO MEDIO (+ 16 anos)


Quem pretende fazer Cursos Técnicos (Formación Profesional ou FP) não precisa fazer o Bachillerato. Ao terminar a ESO, com 16 anos, o aluno pode optar por uma formação técnica chamada de grau médio.


FORMACIÓN PROFESIONAL DE GRADO SUPERIOR (+ 18 anos)


Também é possível realizar uma FP de grau superior, mas nesse caso é preciso cursar antes o Bachillerato. Depois de obter essa formação técnica de grau superior é possível ingressar na universidade sem fazer vestibular e com a dispensa de cursar as matérias equivalentes.



Ficou com dúvidas? Deixe um comentário ou em contato que responderemos o mais rápido possível!

Como funciona o sistema de educação na Espanha Como funciona o sistema de educação na Espanha Reviewed by Víctor on 18:10 Rating: 5