Mais de 600 bolsas para estudar na Espanha


Estão abertas as inscrições para as bolsas de estudo da Fundación Carolina na Espanha, destinadas exclusivamente a pessoas de países ibero-americanos. Essas bolsas cobrem os custos dos cursos em questão e a passagem de ida e volta à Espanha. Em alguns casos também pagam uma ajuda mensal de 1.200 euros para gastos de alojamento e alimentação (em alguns Mestrados, todos os Doutorados, Estágios de pesquisa, Intercâmbio de professores e Períodos Sanduíche no Doutorado).

Foto: Universidad de Navarra

Essa edição oferece mais de 600 bolsas para os seguintes tipos de estudos:
  • Cursos de verão
  • Mestrado
  • Doutorado
  • Estágio de pesquisa
  • Intercâmbio de professores, pesquisadores e períodos sanduíche de alunos de doutorado


Cursos de Verão


Os cursos de verão são uma excelente oportunidade para conhecer a Europa aproveitando para voltar com um Diploma universitário na bagagem. A tradição dos summer courses é longa no velho continente e podemos encontrar cursos de altíssima qualidade oferecidos por conceituadas instituições. Esses cursos podem durar desde alguns dias até algumas semanas e normalmente contam com atividades culturais e de ócio depois das aulas.

Na Espanha, os mais tradicionais cursos de verão são os da Universidade Internacional Menéndez Pelayo em Santander e os da Universidade Complutense de Madrid. O prestigio dessas escolas é tanto que podemos encontrar no corpo docente não apenas conceituados professores, mas também renomados profissionais, autoridades nacionais e internacionais, Ministros, Doutores honoris causa entre outros.

As bolsas oferecidas pela Fundación Carolina se destinam a alguns dos cursos da Universidade Complutense de Madrid. Nessa edição, a maioria dos cursos ocorre entre os dias 4 e 22 de julho de 2016. Essas bolsas são oferecidas em parceria com Banco Santander e cobrem parte do preço da matrícula, a passagem de avião, o alojamento e a alimentação em Madrid.

Esse ano, os cursos com bolsa são os seguintes:
  • Arte, creatividad y tecnología. Interconexiones estéticas en el Arte contemporáneo
  • Big and Open Data. Análisis y Programación con R
  • Comunicación política y campañas electorales
  • Cooperación internacional para el desarrollo: política, gestión e instrumentos
  • Cultivo de Células Animales y Humanas: Aplicaciones en Medicina Regenerativa
  • Derecho Internacional y Relaciones Internacionales. Cuestiones actuales
  • Desarrollo de Habilidades y Competencias Directivas
  • Gestión Ambiental
  • Gestión de PYMES
  • Relaciones internacionales, diplomacia y medios de Comunicación




>>> Também pode lhe interessar: As melhores Universidades da Espanha
>>> Também pode lhe interessar: Bolsas de Doutorado na Universidade de Zaragoza


Mestrado


A maioria dos mestrados na Espanha têm a duração de um ano (de setembro à junho). Como já comentamos em outro lugar, nas Universidades Públicas não se paga mensalidade, mas apenas uma taxa anual de matrícula. Nas Universidades Privadas, pelo contrário, se faz o pagamento da matrícula e mais uma mensalidade que costuma ser bastante elevada.

As bolsas de estudo da Fundación Carolina cobrem parte dos custos nas mais prestigiosas Universidades Privadas e também nas Públicas. De acordo com o programa, as bolsas cobrem entre 30 e 100% do custo total do Mestrado. Em alguns casos também fornecem uma ajuda mensal de 1.200 euros para o bolsista.
 

Doutorado e Estágios de Pesquisa


Atualmente, a maioria dos Programas de Doutorado na Espanha dura 3 anos, com a possibilidade de estender esse prazo para 5 anos. Os cursos de Doutorado mais conceituados são os das Universidades Públicas. A bolsa inclui as taxas de matrícula no Doutorado, uma ajuda mensal de 1.200 euros e 4 passagens de ida e volta à Espanha.

Para Estágios de pesquisa também se oferece uma ajuda mensal de 1.200 euros e um passagem de ida e volta à Espanha. O período de pesquisa mínimo é de um mês e o máximo de três meses.

Tanto para Doutorados quando para Estágios de pesquisa é necessário ser docente ou empregado de uma Universidade brasileira que assine um convênio com a fundação. No momento, a fundação indica que não há nenhuma Universidade brasileira colaborando.


Intercâmbio de professores e Período Sanduíche de doutorandos


Essa modalidade está destinada exclusivamente para brasileiros. Nessa edição do programa são 29 vagas para professores, pesquisadores e alunos de doutorado que querem realizar um período sanduíche na Espanha. A bolsa inclui uma ajuda mensal de 1.200 euros e uma passagem de ida e volta à Espanha.

O período na Espanha pode variar entre um e três meses, e o brasileiro realizará suas atividades junto a uma das seguintes Universidades: Universidad de Almería, Universidad de Cádiz, Universidad de Córdoba, Universidad de Granada, Universidad de Jaén, Universidad de Huelva, Universidad de Málaga, Universidad Pablo de Olavide (Sevilha), Universidad Politécnica de Madrid UPM, Universitat Rovira i Virgili (Tarragona), Universidad de Sevilha, Universidad Internacional de Andalucía UNIA.

IMPORTANTE: Os interessados devem ser professores universitários, pesquisadores ou estudantes de Doutorado em uma Universidade brasileira reconhecida pela CAPES.

Para consultar as condições de todas as bolsas, clique aqui.
Para o Período Sanduíche, clique aqui.

Fique atento aos prazos:

10/02/2016 - Cursos de Verão
06/03/2016 - Mestrados
07/04/2016 - Demais modalidades

http://www.facebook.com/espanhalegal.info


Ficou com alguma dúvida sobre como estudar na Espanha? Deixe um comentário ou envie sua consulta que responderemos o mais breve possível!

>>> Também pode lhe interessar: As melhores Universidades da Espanha
>>> Também pode lhe interessar: Bolsas de Doutorado na Universidade de Zaragoza


Mais de 600 bolsas para estudar na Espanha Mais de 600 bolsas para estudar na Espanha Reviewed by Víctor on 19:40 Rating: 5

10 comentários:

  1. Para se candidatar precisa ter ensino superior?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Sim, entre os requisitos que devem cumprir os candidatos destas bolsas se pede curso superior. No entanto, divulgaremos novas convocatórias de otros tipos, por exemplo, para quem quiser fazer curso superior ou parte dele na Espanha.
      Atenciosamente, Vanessa.

      Excluir
    2. Aguardarei ansiosa, obrigada

      Excluir
  2. Respostas
    1. Olá Maria, não há problema, é possível estudar e trabalhar a tempo parcial.

      Excluir
  3. Estou no último ano de doutorado com defesa para dezembro. Será que posso fazer um sanduíche lá? Ainda há tempo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ronaldo, pela Universidade não haveria problema, a questão é o prazo da bolsa. Para a modalidade sanduíche, o edital diz que a pesquisa na Espanha deve ser feita no primeiro semestre de 2017. “Las estancias deberán ser de mínimo un mes y máximo de tres, a determinar entre el día 7 de enero y el 31 de julio de 2017".

      Excluir
    2. Existe então a chave do posdoc a partir de 2017?

      Excluir
    3. Sou casado e tenho uma filha. Tem chance de leva-las comigo?

      Excluir
    4. Olá Ronaldo, você poderia solicitar a bolsa de "intercâmbio/movilidad" de professores para fazer o Pós-doutorado.
      Sim, também é possível levar a família, mas creio que a bolsa não será maior nesse caso.

      Excluir